Categorias: Comendo Fora

Uma experiência gastronômica de tirar o fôlego

Comer é a melhor coisa dessa vida, não é?! Com certeza essa é uma das coisas que a gente mais ama fazer.
Amamos a sensação de descobrir um restaurante inédito, com pratos diferentes, sabores inusitados e bebidas novas. Simplesmente amamos essa sensação.
No ano passado, passamos por essa experiência quando fomos conhecer o restaurante Fronteiriço. Na época chegamos a classificá-lo como o “Restaurante revelação de 2020”.
Só pra vocês entenderem, o Fronteiriço não é apenas um restaurante.
Para nós é uma experiência gastronômica em todos os níveis.
E nesse último final de semana tivemos a oportunidade de voltar para ter certeza de que o lugar é tudo isso mesmo.

Vamos contar pra vocês um pouquinho do que vivemos.
A experiência começa no caminho. Para chegar até o restaurante, você precisa passar pelo caminho da Serra da Cantareira. Só aí já vale o passeio.
O caminho todo tem aquele cheirinho de mato característico. E durante todo o percurso você consegue ouvir o som dos pássaros cantando.
O Fronteiriço é o primeiro restaurante depois do posto policial. Só de chegar na porta, já dá aquela paz no coração.
O restaurante é a coisa mais linda! Fisicamente ele tem aquela cara de chalé, com jeitão de Sul do País, sabe?!.
O proprietário Guto Ziani nasceu no Rio Grande do Sul, em uma região conhecida como Fronteira da Paz, justamente por fazer divisa com a Argentina e com o Uruguai, ou seja, essa cultura do Assado Uruguaio, Argentino e Gaucho está no sangue dele (e dá pra sentir isso em cada prato).
Praticamente todos os pratos são feitos na Parrilla. O estilo de gastronomia é aquele de memória afetiva, que te teletransporta para o Sul a cada mordida. E essa magia toda acontece no ponto mais alto da Serra da Cantareira, que é simplesmente A MAIOR FLORESTA URBANA DO MUNDO! Já deu pra imaginar um pouquinho dessa experiência?. Entāo segura que vem mais rsrs.
Não podemos deixar de dizer também que o atendimento é impecável e que o ponto forte da experiência esta no SABOR.

E já que o ponto forte da experiência é o sabor, vamos falar um pouco dos pratos que pedimos.
Iniciamos a “jornada do sabor” com um quarteto surreal de Brusquetas. Pedimos duas de tomate com gorgonzola e duas de queijo de cabra com abobrinha. Ambas estavam maravilhosas! O valor da brusqueta de tomate com gorgonzola é de R$ 24,90 com 4 unidades e o valor da brusqueta de queijo de cabra com abobrinha é de R$ 29,90 com 4 unidades.
De entrada também pedimos um prato chamado SURF AND TURF. Essa na verdade é uma entrada que também da para pedir como prato principal porque é super bem servida. Esse prato leva o conceito de “terra e mar”. É uma mistura de matambre suíno com camarão, lula, tomate, caponata de legumes com hongos uruguaio e mussarela. Na HORA que você vai se servir, o queijo estica, o que torna a experiência ainda mais legal (amamos um queijo esticado rsrs). O sabor desse prato é SOBRENATURAL!
A gente pode até tentar descrever com palavras esse sabor, mas é só provando mesmo para saber.
O valor dessa entrada foi de R$54,90.

E não podemos deixar de dizer que o prato principal foi o ápice da tarde. O ponto alto e também o momento mais emocionante da experiência rsrs. Pedimos um WAGYU bife de chorizo. São 400 gramas de carne, acompanhado por um purê de abóbora com gorgonzola e uma farofa. Pedimos ela mal passada, e assim chegou. O que dizer desse prato? Simplesmente o melhor da vida!
Essa carne desmancha na boca e o sabor é uma mistura de alegria com felicidade! rsrs.
Esse prato é SURREAL E INCRÍVEL! Todas as nossas expectativas foram superadas quando provamos o primeiro pedaço dessa carne.
Destaque absoluto também para o purê de abóbora com gorgonzola que estava maravilhoso.
Sem sombra de dúvidas esse foi o ponto alto da nossa experiência gastronômica no Fronteiriço.
O valor desse prato foi de R$299,90.

E como não fomos para brincar, pedimos logo duas sobremesas.
A primeira foi uma panqueca de doce de leite argentino com sorvete de creme (R$19,90), que estava sensacional.
E a segunda foi a empanada de doce de leite (R$13,90) que também estava fora da curva.

Vale dizer também que tivemos a oportunidade de bater um papo com o proprietário e chef Guto Ziani e ele nos contou um pouco da sua historia inspiradora. Ele nos falou que o Fronteiriço é “carbon free”, ou seja, o restaurante calcula mensalmente tudo o que emite de carbono e faz uma compensação com plantio de novas árvores e reciclagem.
A preocupação dele com a natureza e meio ambiente é bonita de se ver. Além disso, até o final do ano eles serão o primeiro restaurante do Brasil 100% sustentável. A água utilizada é de reuso e praticamente toda a energia utilizada é solar. Isso chamou muito a nossa atenção porque não conhecemos nenhum restaurante com essa preocupação e com esse conceito. Por isso achamos legal dividir essa informação com vocês! Isso com certeza vai contar nas nossas decisões no futuro, quando formos escolher um restaurante para almoçar.

E o momento mais triste chegou. A hora de ir embora. Saímos de lá com uma sensação maravilhosa! Aquela sensação de passeio em família, com alta gastronomia no meio da natureza e com a sensação de que estamos colaborando com o meio ambiente.
Sabendo que um restaurante que fica no meio da Serra se preocupa com a manutenção da natureza.

Dica: pegue suas coisas e vá viver essa experiência

Endereço: Av. José Gianesella, 500 – Mairiporã, SP.
Horário de funcionamento:

Segunda a Quarta:  Fechado
Quinta: 12:00 – 15:00 / 18:00 – 23:00
Sábado: 12:00 – 23:00
Domingo: 12:00 – 18:00

Deixe seu comentário!