Categorias: África do Sul, Cidade do Cabo, Franschhoek, Kruger, Viagens

O que fazer na África do Sul – Nosso roteiro de 15 dias

A África do Sul é um dos países mais incríveis que já tivemos a oportunidade de conhecer.
Sempre sonhamos em fazer um safari em meio a savana, mas nunca poderíamos imaginar encontrar um país extremamente moderno, bem estruturado, uma gastronomia sensacional, atividades incríveis e um povo tão amoroso.
Hoje trouxemos o nosso roteiro completinho com detalhes de todos os nossos dias, passeios, preços e experiências que ficaram para sempre guardadas em nosso coração!
Vem ver que é só amor!

Roteiro Resumido
Dia 1: Voo de São Paulo para Joanesburgo
Dia 2 a 6 : Safari – Kapama e Karongwe
Dia 6 a 12: Cidade do Cabo
Dia 12 a 14: Franschhoek
Dia 14 a 15:Joanesburgo
Dia 15: Volta de Joanesburgo para São Paulo

Dia 2 – Safari Kapama

Depois de pegar um voo direto de São Paulo para Joanesburgo, com duração de 8 horas, chegamos no nosso amado destino.
No aeroporto de Joanesburgo, compramos um chip na Vodacon de 3GB que funcionou super bem durante toda a viagem.
Assim que pousamos em Joanesburgo, fizemos uma conexão para o aeroporto Hoedspruit. Hoedspruit é um aeroporto bem pequenininho que fica a menos de 20 minutos do nosso querido hotel, o Kapama!
O voo entre Joanesburgo e Hoedspruit leva em torno de 50 minutos.
O voo interno para Hodespruit tem limitação de bagagem de 20kg por pessoa, incluindo a mala de mão. Diferente do que muitos sites informam, é possível sim embarcar com sua mala de rodinha e rígida.
A equipe do Kapama nos recebeu carinhosamente bem no aeroporto e nos levou até o hotel (transfer incluso na diária).
Chegamos no Kapama Southern Camp e ficamos completamente encantados, nenhuma foto ou vídeo consegue transmitir a magia que tem aquele lugar!
O hotel é All Inclusive e fica dentro de uma enorme reserva fechada, onde é possível ver todos os animais no seu habitat natural.
Sem sombras de dúvidas o Southern Camp foi um dos hotéis mais bonitos que já ficamos na vida!
O nosso quarto contava com piscina privativa, chuveiro externo e interno, banheira e uma vista inesquecível dos Kudu comendo na beira da piscina. Simplesmente apaixonante!
No mesmo dia fizemos o nosso primeiro safari e já pudemos ver de pertinho rinocerontes, Impalas, girafas e zebras.
Clique aqui para ver a nossa experiência no Kapama!

Voo São Paulo para Joanesburgo, ida e volta: Latam ( R$3.700 para 2 pessoas)
Voo de Joanesburgo para Hoedspruit: South African Airways (R$1.100 para 2 pessoas)
Chip de celular: Vodacom ( R$140 ou R500 – 3GB)
Passeios feitos nesse dia: Safari Noturno
Nosso hotel:
Kapama Southern Camp

Dia 3 – Safari Kapama

 

No Kruger todo mundo acorda cedo, mais precisamente 5 horas da manhã.
A guia nos liga uma hora antes avisando que os carros do safari sairão em breve.
O Safari da manhã sai ás 6h e volta ás 9h da manhã,
É simplesmente fenomenal ver o nascer do sol em meio aos animas selvagens.
A nossa guia era uma querida e explicava detalhes de cada animal.
Eles explicam que o animal enxerga o carro e as pessoas como uma coisa só e por isso não atacam.
A recomendação é nunca falar alto perto dos animais, nem levantar ou sair do carro.
Caso você siga as indicações, provavelmente você voltará “vivinho” para o Brasil rsrs.
Depois do Safari, fica disponível para todos os hóspedes um super buffet de café da manhã.
Os safaris acontecem 2 vezes ao dia, um ás 6h da manhã e o outro ás 4:30h da tarde.
Neste meio tempo é o momento ideal para curtir o hotel, a piscina, o spa e as infinitas gordices e refeições incríveis que o hotel proporciona.
Todos os safaris, bebidas, vinhos e refeições estão inclusos na diária.
No jantar tivemos uma das experiências mais lindas de toda nossa vida!
Tivemos um jantar preparado no meio da savana a luz de velas, com direito a danças e músicas africanas, pratos típicos, um bolo de aniversário para o Ale e um clima simplesmente mágico!
Com certeza foi uma das melhores noites da nossa vida!
O Kapama ganhou nosso coração!

Passeios feitos nesse dia: Safari Diurno e Noturno
Nosso hotel:
Kapama Southern Camp

Dia 4 – Safari Karongwe

Dia de conhecer um novo lodge e reserva na África do Sul
Resolvemos ficar em 2 lodges diferentes para termos experiências distintas na Savana.
Mudamos para o hotel Karongwe Becks Safari Lodge, ele fica a aproximadamente 40 minutos de distância do aeroporto de Hoedspruit.
Alugamos um carro, já que no dia 06 iriamos fazer a tão famosa rota panorâmica.
Locamos no aeroporto de Hoedspruit e combinamos a devolução no aeroporto de Joanesburgo(HLA).
Só existe uma locadora de carros disponível no aeroporto de Hoedspruit, então se o seu objetivo é voltar dirigindo como nós, recomendamos fazer a reserva antecipada, já que a frota de carros é limitada. A única locadora existente, se chama Avis.
Em pouco minutos em uma excelente estrada, chegamos na nossa segunda e apaixonante estadia.
O Becks Safari Lodge faz parte de uma reserva que inclui 5 hotéis da rede Karongwe.
O  sistema aqui também é all inclusive, do jeitinho que a gente gosta!
O Becks tem um clima mais intimista, poucos quartos, uma gastronomia mais requintada e um safari bem “vida louca” hahaha.
No mesmo dia fizemos nosso primeiro game drive no Karongwe e a experiência foi super inusitada. Nosso guia Solomon era extremamente radical, entrava no meio da selva, se entusiasmava ao encontrar as patas dos animais e realmente os “caçava”, só parava o passeio quando encontrasse o animal desejado rsrs.
Clique aqui para ver a nossa experiência no Becks Safari Lodge.

Aluguel de carro: Locadora Avis – 2 diárias (R$400 ou R1.400)
Passeios feitos nesse dia: Safari Noturno
Nosso hotel: Karongwe Becks Safari Lodge

Dia 5 – Safari Karongwe

Nosso último dia de Safari não poderia ter sido mais emocionante.
No Karongwe os safaris começam 30 minutos mais cedo, saem sempre ás 5:30 da manhã e voltam ás 8:30h e no período da tarde se iniciam ás 16h e terminam 19h.
No meio dos game drives os guias param no meio da savana para tomarmos café na parte da manhã e drinks na parte da tarde.
Neste dia ficamos frente a frente com o Rei, o Leão.
Foi uma das sensações mais lindas da nossa vida!
No fim do dia tivemos um jantar lindo na Boma do hotel.
Boma são espaços ao ar livre, utilizados quase sempre para jantares e sempre a luz de velas ou fogueiras. É super tradicional nos hotéis da região e são um charme sem fim.
Sem dúvidas, o Beck nos presenteou com o mais emocionante safari na África.
Precisamos dizer que amamos ficar em dois hotéis diferentes. Cada hotel nos proporcionou diferentes e inesquecíveis experiências. Se puder ficar pelo menos 4 dias na região como nós, super recomendamos a fazer o mesmo!

Passeios feitos nesse dia: Safari Diurno e Noturno
Nosso hotel:
Karongwe Becks Safari Lodge

Dia 6- Rota Panorâmica e Cidade do Cabo

Saímos cedinho do Karongwe e fomos rumo a Joanesburgo de carro.
A idéia inicial era fazermos a famosa rota panorâmica, mas a chuva e algumas falhas no nosso querido gps nos impossibilitou de conhecer alguns pontos rsrs.
Mas mesmo assim pudemos curtir o visual do Blyde River Canyon.
Nem sempre nossos planos dão certo rsrs.
Mas fica a dica de separar um dia com um clima melhor e um pouco mais de pesquisa na rota e se dedicar para os mais incríveis pontos de parada dessa estrada sensacional!
Vale seguir as dicas da rota panorâmica da dupla querida do site “To Pensando em Viajar“, lá tem tudo explicadinho e vai te ajudar muito nesse processo!
Depois de 5 horas, chegamos no aeroporto de Joanesburgo e pegamos o nosso voo para Cidade do Cabo.
Cape Town ou Cidade do Cabo foi uma das surpresas mais sensacionais da viagem.
Não imaginávamos que a África do Sul pudesse ser tão evoluída, moderna, charmosa e com tanta gente amorosa e solícita!
Ficamos hospedados no hotel Cape Grace e confesso que isso facilitou e muito para termos uma experiência tão legal assim na cidade.
O Cape Grace fica no meio do V&A Waterfront, um dos pontos mais amáveis na nossa opinião.
Clique aqui para ver a nossa experiência no Cape Grace!

Passeios feitos nesse dia: Rota Panorâmica
Voo de Joanesburgo para Cape Town: Passagem Kulula Airlines  – Só ida (R$270 para 2 pessoas)
Nosso hotel: Cape Grace

Dia 7 – Cidade do Cabo

Como havíamos chegado tarde no dia anterior, separamos o dia para curtimos o V&A Waterfront e o Food Market.
No Waterfront você encontrara diversas lojinhas, restaurantes maravilhosos, shoppings, shows, food market, entre outras coisas que não vão te deixar ir embora de Cape Town nunca mais!
Uma das nossas paradas favoritas na cidade foi o Food Market. Lá você encontrará diversas comidas típicas do Mundo inteiro.
Pedimos um Pad Thai no segundo andar e um brownie de cookies no terréo que ganhou o nosso coração.
Outra boa pedida é o Lua Rice Paper Rolls, que são enrolados de folha de arroz com salmão.
Lá você encontrará também as famosas samosas e também uma deliciosa pipoca de caramelo com cheddar. Inusitada e maravilhosa!
Depois de comermos no Food Market, assistimos algumas apresentações de músicas e danças africanas na praça, andamos no shopping e entramos nas lojinhas típicas da cidade.
Todos os hóspedes do Cape Grace tem direito a uma degustação de vinhos e foi isso que fizemos no nosso fim de tarde.
Em seguida fomos jantar no Signal Hill, um dos restaurantes mais bem avaliados da cidade e que para a nossa alegria é o restaurante do nosso hotel.
Sem sombras de dúvidas foi a melhor refeição que tivemos na África do Sul. Os sabores explodem na boca e deixam qualquer apaixonado por gastronomia abismado!
O restaurante é maravilhoso e ideal para uma comemoração especial na cidade!

Passeios feitos nesse dia: V&A Waterfront e Food Market.
Nosso almoço: Food Market (R$50 ou R180 para 2 pessoas)
Nosso Jantar: Signal Hill Cape Grace – 6 etapas com harmonização de vinhos (R$340 ou R1.250 por pessoa)
Nosso hotel: Cape Grace

Dia 8 – Cidade do Cabo

Um dos passeios que mais curtimos e que funcionou super bem para nós foi fazer o City Sightseeing Cape Town, que nada mais é que o ônibus turístico da Cidade do Cabo. Ele tem mais de 5 rotas diferentes e mais de 20 pontos de paradas. A cada 20 minutos chega um novo ônibus. Você pode descer e subir em qualquer ponto e ficar o tempo que desejar em cada um deles.
Fechamos um pacote para 2 dias e sinto que fecharia até para 3. A cidade é enorme, linda e a maioria dos pontos de parada são incríveis.
Neste dia resolvemos fazer o tour completo pela linha red, blue e purple.
Mas decidimos descer mesmo foi nas vinícolas da linha Purple, todas são de cair o queixo.
Paramos na Constantia para almoçar, lá dentro tem um restaurante chamado Simon’s muito bem avaliado, lindo, gastronomia boa e um preço extremamente ok.
No final do dia, descemos na parada de Camps Bay da linha azul e pegamos uma mesinha de frente para o pôr do sol no restaurante Paranga.
Ambiente agradável, apresentação dos pratos impecáveis e excelente atendimento.

Passeios feitos nesse dia:
City tour de ônibus( R$87 ou R320 para 2 dias – por pessoa)
Vinícola Constantia (Entrada gratuita)
Ver o pôr do sol em Camps Bay
Nosso almoço:
Simon’s  (R$105 ou R385 para 2 pessoas)
Nosso Jantar:
Paranga  (R$82 ou R300 para 2 pessoas – só sobremesa e espumante)
Nosso hotel: Cape Grace

Dia 9 – Cidade do Cabo

Logo cedo, resolvemos fazer o segundo dia do nosso city tour de ônibus.
Pegamos a linha vermelha e fomos rumo a Table Mountain.
A Table Mountain é uma das principais atrações da cidade e é uma das 7 maravilhas naturais do Mundo! A vista para cidade é imperdivel!
É possível subir a montanha por uma trilha ou por um bondinho, como bons sedentários que somos, óbvio que optamos pelo bondinho tanto na ida, quanto na volta rsrs.
O parque é gigante, indicamos a ficar por lá pelo menos 3 horas.
Em seguida voltamos para o ônibus turísticos e paramos no Jardim Botânico Kirstenbosch, um dos jardins mais lindos que já fomos.
Ele é enorme, tem uma vista de fundo para a Table Mountain e rende lindas fotos.
Voltamos para o hotel, compramos uma tábua de frios no supermercado, algumas samosas, um espumante e levamos para fazermos um piquenique vendo o pôr do sol no Signal Hill.
Simplesmente o pôr do sol mais lindo que já vi na minha vida!
O Signal Hill fica no topo da montanha e tem uma extrutura perfeita para apreciar o espetáculo da natureza que é ver o sol se pôr.
Para finalizarmos o dia, jantamos no Baia, um restaurante de frutos do mar no Waterfront.
A vista é linda e os pratos estavam ótimos!

Passeios feitos nesse dia:
Table Mountain – Ida e Volta Bondinho (R$90 ou R330 por pessoa)
Jardim Botânico Kirstenbosch (R$20 ou R70 por pessoa)
Ver o pôr do sol no Signal Hill (entrada gratuita)
Nosso almoço: Café Table Mountain (R$45 ou R160 para 2 pessoas)
Nosso Jantar: Baia (R$150 ou R550 para 2 pessoas)
Nosso hotel: Cape Grace

Dia 10 – Cidade do Cabo

No Sábado fizemos um passeio que é a nossa cara, visitamos uma feirinha gastronômica!
A  The Old Biscuit Mill acontece quase todos os finais de semana no verão e é um dos passeios mais bem avaliados de Cape Town.
Para quem ama gastronomia, boa música e artesanato vai simplesmente surtar neste lugar (p.s: nós surtamos rsrs).
Lá encontramos comidas do mundo todo, são mais de 50 expositores gastronômicos, todos fazendo pratos inusitados e deliciosos na hora.
Confesso que nesse dia estava mal do estômago e pedi uma tradicional pizza rsrs
O Ale já foi além e provou alguns pratos típicos!
Em seguida o motorista do hotel ofereceu nos levar para conhecer as famosas casinhas Bo- Kaap.
Estávamos bem curiosos para conhecer um dos pontos turísticos da cidade.
O Bo-Kaap eram habitadas por escravos que depois apartheid, os moradores decidiram colorir as fachadas de suas casas para simbolizar a diversidade racial. Um passeio curto e rápido, mas cheio de significados.
No jantar fomos no restaurante mais recomendado por vocês, o Kloof Street House.
Ele é um dos restaurantes mais lindos que visitamos na cidade, o atendimento é ótimo e os pratos estavam bem gostosos.
Parada imperdível na Cidade do Cabo!

Passeios feitos nesse dia:
Feirinha gastronômica The Old Biscuit Mil (entrada gratuita)
Bo- Kaap (entrada gratuita)
Nosso almoço: The Old Biscuit Mil (R$109 ou R400 para 2 pessoas)
Nosso Jantar: Kloof Street House  (R$186 ou R680 para 2 pessoas)
Nosso hotel: Cape Grace

Dia 11 – Cidade do Cabo

Separamos o dia para conhecer o Cabo da Boa Esperança e o Boulders Beach.
O Cabo da Boa Esperança fica a mais ou menos 50 minutos de distância da Cidade do Cabo.
Fomos com o nosso carro alugado, mas é possível ir de Uber e até mesmo com o ônibus turístico da cidade que tem uma rota especial para este destino.
A estrada em sentido ao Cabo da Boa Esperança é extremamente linda e conta algumas paradas bem legais como a Boulders Beach.
O Cabo da Boa Esperança é o ponto mais ao sudoeste do continente africano e tem uma vista linda!
Na volta paramos no Boulders Beach que é uma praia lotada de pinguins!
Uma parada fofíssima e inusitada, afinal quando imaginaríamos conhecer esses animais tão queridos em um clima de verão?!
É possível ver os animais pela passarela sem pagar nada.
Se você preferir ter uma experiência mais completa, vale pagar o ticket do parque, onde você terá uma visão privilegiada da praia e ficará lado a lado destas criaturas amorosas!
Para encerrar o dia, jantamos no La Mouette Restaurant.
Super indicado nos sites de avaliação, comida boa e atendimento adequado.

Passeios feitos nesse dia:
Boulders Beach(R$42 ou R152 por pessoa)
Cabo da Boa Esperança (R$83 ou R303 por pessoa)
Nosso almoço: Food Market (R$55 ou R200 para 2 pessoas)
Nosso Jantar: La Mouette Restaurant (R$150 ou R680 para 2 pessoas)
Nosso hotel: Cape Grace

Dia 12 – Franschhoek

Acordamos cedinho, pegamos o carro e partimos para Franschhoek, uma das famosas cidades de vinícolas.
Ela fica do lado de Stellenbosch, uma outra excelente opção para se hospedar.
Optamos por Franschhoek por ser uma cidade menorzinha e mais charmosa. Já Stellenbosch é maior e mais moderna.
Franschhoek fica a 1 hora da Cidade do Cabo, é possível fazer um bate e volta de Cape Town, mas resolvemos curtir um pouco a mais a cidade e nos hospedarmos duas noites no Franschhoek Country House & Villas.
O hotel parece um conto de fadas. Um dos lugares mais charmosos que já fomos na vida!
Chegamos no hotel e fomos almoçar em uma das mais famosas vinícolas da região, a Delaire Graff Estate.
A Delaire Graff é uma vinícola enorme, com um restaurante de tirar o fôlego
Almoçamos no restaurante principal. Valores elevados, mas com certeza foi a melhor refeição que tivemos na região.
Apresentações impecáveis, o melhor porco da nossa vida foi provado lá!
Outra coisa muito comum na região é fazer o Wine Tast. Essas degustações são extremamente baratas e você conhece um pouco mais dos vinhos locais.
Fizemos a degustação de 3 taças vinhos e saiu por menos de R$20 por pessoa.
No fim do dia fomos andar no centrinho da cidade e jantamos no restaurante Allora.
Restaurante bom, mas nada demais.
Meu risoto de funghi estava incrível, já o nhoque aos 4 queijos do Alê ficou a desejar rsrs.
Atendimento ótimo e excelente preço!

Passeios feitos nesse dia: Delaire Graff Estate (entrada gratuita)
Nosso almoço: The Delaire Graff Restaurant (R$356 ou R1.300 para 2 pessoas)
Nosso Jantar: Allora (R$96 ou R350 para 2 pessoas)
Nosso hotel: Franschhoek country house & villas

Dia 13 –  Franschhoek

Separamos o dia para conhecer o máximo de vinícolas possíveis.
A cidade tem um trenzinho mega charmoso que liga as vinícolas de Franschhoek e Stellenbosch.
Porém a rota (lilás) com as melhores vinícolas estava lotada. Se você tem desejo em fazer esse passeio, recomendamos a comprar os tickets alguns dias antes, através deste site.
Já que o trem estava lotado, resolvemos fazer o passeio por conta própria. Pegamos o Uber e fomos nas 5 vinícolas mais bem recomendadas.
Esse processo foi super simples e economizamos pelo menos 50% do valor que pagaríamos no trem turístico.
Difícil foi escolher apenas 5 vinícolas já que região conta com mais de 200 vinícolas incríveis!
Fizemos o Wine Tast em 4 vinícolas e resolvemos almoçar na última vinícola.
Para iniciarmos o dia, começamos visitando a vinícola La Motte, linda, excelente atendimento e com um preço de degustação de vinhos fantástico. Em seguida fomos na Lyncx, muito bem avaliada no tripadvisor, mas não voltaríamos rsrs
Atendimento mediano, ambiente sem graça. Não entendemos muito bem as boas avaliações rsrs.
Nossa terceira e melhor parada foi na Vrede en Lust, para quem quer viver uma experiencia inusitada com vinhos, aqui é o lugar!
Fizemos uma harmonização de vinhos com Lindt! Eram 6 taças de vinhos e 6 chocolates Lindt diferentes. Experiência fantástica!
Nossa penúltima vinícolas foi a Babylostern, a maior e mais legal que visitamos na nossa opinião. Vinícola linda com diversas lojinhas, restaurantes e atividades. Eles cobram um valor simbólico na entrada e sem sombras de dúvidas vale a visita!
Nossa última parada, foi também a vinícola escolhida para o almoço, a Boschendale Winery!
A Boschendale Winery é enorme, linda e conta com mais de um restaurante.
Optamos pelo The Deli e amamos a experiência!
Pedimos um beef com batatas no alioli que estava simplesmente divino!

Passeios feitos nesse dia:
Lá Motte (entrada gratuita)
Lyncx (entrada gratuita)
Vrede en Lust (entrada gratuita)
Babylostern (R$2,80 ou R10 por pessoa)
Boschendale Winery (entrada gratuita)
Uber para visitar as 5 vinícolas: R$110 ou R400
Preços Wine Tast:
Lá Motte-  7 taças (R$17 ou R60 por pessoa)
Lyncx – 5 taças (R$14 ou R50 por pessoa)
Vrede en Lust – 6 taças com chocolates Lindt (R$30 ou R100 por pessoa)
Babylostern -3 taças – Express (R$9 ou R30 por pessoa)
Nosso almoço: Boschendale Winery – The Deli Restaurant (R$150 ou R550 para 2 pessoas)
Nosso jantar: Monneaux Restaurant (R$134 ou R490 para 2 pessoas)
Nosso hotel: Franschhoek Country House & Villas

Dia 14 – Franschhoek para Joanesburgo

Aproveitamos o último dia nesse país incrível para curtir o centrinho que Franschhoek, que mais parece uma cidade maquete, de tão perfeita que ela é.
O centrinho conta com várias lojinhas, restaurantes e mercadinhos. Inclusive se você é fã de mercado, vale a pena parar no Woolworths Food Market. Um mercadinho gourmet, com várias comidinhas locais em embalagens lindas para presentes.
O nosso almoço foi no restaurante do nosso hotel, ele é aberto ao público e super bem recomendado.
O restaurante é uma graça, ótimo atendimento e sabores fantásticos!
Por fim, voltamos para Cape Town e pegamos o nosso voo para Joanesburgo.
Em menos de 2 horas chegamos na maior cidade da África do Sul.
Dormimos a noite em um hotel pertinho do aeroporto e logo cedinho partimos para o Brasil.
Nosso coração volta cheio de alegria, memórias e ensinamentos que nunca saíram da nossa memória.
Ahh e se você estiver lendo esse post, porque esta com viagem programada para a Africa do Sul, se prepare para viver a melhor viagem da sua vida!

Passeios feitos nesse dia: Centrinho de Franschhoek
Nosso almoço: 
Monneaux Restaurant (R$115 ou R420 para 2 pessoas)
Voo da Cidade do Cabo para Joanesburgo-  Passagem Kulula Airlines – Só ida (R$320 para 2 pessoas)
Voo São Paulo /Joanesburgo (ida e volta) – R$3.700 para 2 pessoas

Quanto custou a nossa viagem (sem hospedagem)?

Voo São Paulo /Joanesburgo (ida e volta) – R$3.700 para 2 pessoas
Voo de Joanesburgo para Hoedspruit (só ida) – R$1.100 para 2 pessoas
Voo da Cidade do Cabo para Joanesburgo (ida e volta) – R$600 para 2 pessoas
Seguro Viagem: R$280 para 2 celulares
Aluguel de carro: R$1.500 para 10 dias
Chip de Celular: R$260 para 2 pessoas
Alimentação:
R$2.603 para 2 pessoas
Passeios: R$657,60 para 2 pessoas

Total:
R$10.700,60 para 2 pessoas ou R$5.350,30 por pessoa
Não incluso valor de hospedagem.

Parceiros nessa viagem:
Agradecemos profundamente aos hotéis parceiros: Kapama, Cape Grace e Karongwe
Agradecemos pelo convite, por acreditar neste projeto e por nos receber tão bem!

Deixe seu comentário!

1 comentário

  1. Alessandra Fratus

    Linda viagem, queridos! Obrigada por indicar o Tô Pensando em Viajar! Beijos.